Simpa recorre ao Ministério Público para defender direitos dos estudantes especiais

Na última segunda-feira (04/11), a direção do Simpa reuniu-se na Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público para solicitar a abertura de inquérito investigando o corte dos vales assistenciais para estudantes com necessidades educacionais especiais na Rede Pública Municipal de Porto Alegre.

 

O não repasse dos vales iniciou em 2017, no início do governo de Nelson Marchezan Jr. (PSDB), e, até hoje, não foi regularizado pelo gestor. Também participaram da reunião o vereador Marcelo Sgarbossa (PT) e representação das professoras da Educação Especial da rede municipal de ensino.

 

“É um absurdo o desmonte que Marchezan promove nas políticas públicas, atacando a todos e todas nos seus direitos mais básicos. É uma desvalorização da população que nos deixa muito tristes enquanto servidores públicos”, declarou RoseliaSibemberg, diretora do Simpa.

Mais notícias

Serviço odontológico do Simpa volta a atender emergências

A partir do dia 29/05 (sexta-feira), o setor de Odontologia…

Categoria municipária de Porto Alegre mobiliza data-base 2020 em tempos de pandemia

A reunião online do Cores Simpa, realizada no final da…

Educação discute sua mobilização: Em defesa dos direitos dos trabalhadores e das comunidades

SIMPA e ATEMPA organizam #PlenáriaDaEDUCAÇÃO (on-line), no dia 1º/6, às…

AGENDA

jun
1
seg
16:00 Plenária da Educação online
Plenária da Educação online
jun 1@16:00 – 17:00
Plenária da Educação online
ATEMPA e SIMPA organizam #PlenáriaDaEDUCAÇÃO (on-line), no dia 1º/6, às 16h, para debater as condições de trabalho e formular a pauta de reivindicações específica das/os trabalhadoras/es em educação na Data-base 2020 da categoria municipária de[...]

AÇÕES JURÍDICAS

SIMPA TV

ASSISTÊNCIA JURÍDICA

COMBATE AO ASSÉDIO