Atendimento no PACS ainda sofre com falta de segurança e portaria

Diretores do Simpa fiscalizam o PACS | Foto: Silvia Fernandes

A política de terceirização do prefeito Melo desestabiliza o atendimento à população de Porto Alegre. No Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS), toda a unidade passou dias com a interrupção dos serviços de segurança e portaria devido à falta de pagamento dos funcionários da empresa terceirizada Seltec. A direção do Simpa esteve, mais uma vez, na unidade, nessa segunda-feira (12/12), para conversar com colegas e fiscalizar as condições de trabalho.

 

Mesmo com a promessa de pagamento dos salários ainda nesta tarde, os trabalhadores sofrem com a falta de pagamento da primeira parcela do 13º salário e atraso no repasse do vale-alimentação.

 

SOBRECARGA NA SAÚDE MENTAL

Uma situação alarmante foi encontrada no PESM (Plantão de Emergência em Saúde Mental do PACS). Com capacidade para 17 pessoas, o setor está com 36 pacientes, uma situação agravada com as interrupções no serviço de segurança.

Tags: #ConcursoJá, #NomeaçãoJá, #SimpaSindicato, #TerceirizaçãoNão

Mais notícias

✊🏾🚨 ATO PÚBLICO NO PRONTO ATENDIMENTO CRUZEIRO DO SUL – PACS

📍 23/4 [terça-feira] 10H – em frente à entrada principal…

💦PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NO DMAE

Colegas, vamos mostrar a nossa indignação na Pesquisa de Clima…

GT de História e Marxismo/RS e Coletivo de Professores de História de Porto Alegre promovem com apoio do SIMPA evento sobre o golpe de 1964 e as Diretas Já

     Inscrições podem ser feitas online até a data…