Serviço público: defenda agora ou pague a conta. PEC 32 não!

SLIDER-pec32

A categoria municipária e o Simpa estão na luta, junto com os servidores públicos estaduais e federais, contra a PEC 32 (reforma administrativa) proposta pelo presidente Bolsonaro. Se aprovada, a proposta vai destruir o atendimento e os serviços públicos das três esferas, prejudicando a população e o funcionalismo, que terá uma série de direitos retirados, além de abrir caminho para os apadrinhamentos e a corrupção. Por isso, o Simpa tem participado de uma série de ações e atividades e lançou a campanha “Serviço público: defenda agora ou pague depois”.

Confira abaixo algumas destas ações e materiais que o Simpa produziu esclarecendo sobre o real significado de mais esta reforma de Bolsonaro contra o povo. 

>> Parecer do relator da PEC 32/20 – Conheça as alterações no texto:

>> Panfleto sobre a PEC 32 (reforma administrativa)

>> Municipários de Porto Alegre dizem NÃO à reforma administrativa de Bolsonaro

>> Para defender o serviço público, municipários participam do Dia de Luta Contra a PEC 32

>> Painel do Simpa mostra como PEC 32 destrói os serviços públicos

>> Entidades sindicais mostram, em gibi, os males que a reforma administrativa causará na vida do povo

>> “É preciso unir forças para derrotar a PEC 32”, avaliam representantes do serviço público

>> Economista do Dieese fala sobre danos da PEC 32 (reforma administrativa)

>> Panfleto data-base 2021 e PEC 32

 

Mais notícias