Temendo nova derrota, base de Marchezan retira quórum na votação do PL da licença-prêmio

Mais uma vez, sabendo que não teria quórum para aprovar o projeto de lei da licença-prêmio (PELO 07/17), a base de apoio de Marchezan retirou quórum na sessão que votaria a matéria nesta segunda-feira, 01/10. Com isso, o projeto de lei permanece na ordem do dia, podendo ser votado em qualquer sessão, desde que tenha quórum. Por isso, o Simpa está chamando os servidores e servidoras a estarem na Câmara para acompanhar a próxima sessão que será na quarta-feira, 03/10, a partir das 14h a fim de pressionar os vereadores a votarem contra o projeto.

 

A retirada de quórum foi a manobra final dentre outras tentativas feitas ao longo da sessão pela base para inviabilizar a votação do projeto. Municipários e municipárias ocuparam os dois lados das galerias reivindicando a rejeição do PL que extingue a licença-prêmio prevista na Lei Orgânica do município, mais um ataque de Marchezan aos direitos da categoria. Também protestaram contra a decisão de Marchezan de retirar professores que atuam nas praças e ginásios para suprir as escolas.

 

Na avaliação do Simpa, a manobra foi desrespeitosa com os presentes e demonstrou, mais uma vez, que o governo teme ser derrotado. O Sindicato reafirma que continuará mobilizando a categoria e dialogando com os vereadores no sentido de garantir a rejeição da matéria.

Mais notícias

Conferência defende luta popular pela democracia, pela saúde e pelo SUS

  Com o tema “Democracia e Saúde”, foi…

Confira os horários de atendimentos do plantão jurídico

                   

Marchezan utiliza medida de Bolsonaro para continuar ataques ao Simpa

Com o objetivo de aniquilar financeiramente os sindicatos combativos e…