Simpa repudia atitude das direções do HPS e HMIPV de não receber dirigentes para tratar da segurança dos servidores

Preocupado com denúncias de falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) num quadro de rápida disseminação da contaminação pelo coronavírus no país, diretores do Simpa, juntamente com Cores Saúde e ASHPS, estiveram hoje, 19/03, no HMIPV e no HPS. Lamentavelmente, as direções dos hospitais não se mostraram abertas a receber a representação dos trabalhadores para tratar dessas e outras questões.

 

Visita ao HPS

Numa atitude desrespeitosa, a direção do HPS recebeu rapidamente, no corredor, os representantes do Simpa, Cores Saúde e ASHPS. Na ocasião, além de tratarem das medidas de segurança quanto ao coronavírus, os dirigentes sindicais abordaram também a situação dos plantões.

 

Despacho recente da Justiça determina que os servidores da noite devem sim cumprir a escala de plantão 12×60 horas, direito que a direção do hospital tem negado. Na ocasião, foi entregue cópia do despacho e os representantes sindicais informaram a direção que os servidores vão seguir o que foi estabelecido pela Justiça. Segundo a direção do HPS, as orientações com relação às escalas vieram da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Após a reunião, as diretoras do Simpa, Daniela Coelho, e da ASHPS, Isabel Santana, foram à delegacia fazer boletim de ocorrência relativo ao descumprimento, por parte da direção do HPS, da determinação da Justiça sobre os plantões.

 

Visita ao HMIPV

Representantes do Simpa e do Cores Saúde também tentaram se reunir, em vão, com a direção do HMIPV. No hospital, foram recebidos pela recepcionista da direção. Ela argumentou que, segundo normativa da SMS, reuniões só poderiam ser feitas com autorização do secretário da Saúde. No entanto, conforme verificado pelos dirigentes sindicais, a normativa trata, na verdade, de visitas das entidades sindicais e conselhos representativos aos locais de trabalho e não de reuniões. O Simpa vai denunciar tal situação às instâncias e órgãos competentes.

 

O Sindicato repudia a postura de ambas as direções do HPS e do HMIPV que, num momento tão grave para toda a população e também para os servidores da saúde, decidiram fechar as portas ao diálogo com representantes dos servidores e servidoras que enfrentarão, na linha de frente, uma das maiores crises em saúde pública da história. Os servidores da saúde já tão penalizados pela natureza própria de suas atividades, e agora arriscarão suas vidas para conter o avanço dessa pandemia que está apavorando o planeta. “O mínimo que se pede é que esses trabalhadores sejam ouvidos e que possam ter condições de trabalho para salvar vidas, sem que para isso, tenham que sacrificar as suas”, disse o diretor geral do Simpa, João Ezequiel, que participou das visitas.

 

Pedido à SMS

 

As visitas do Simpa e o ofício também encaminhado hoje pelo Sindicato, solicitando reunião com o secretário de Saúde, têm como foco central  tratar das medidas de proteção, tendo em vista que o atual cenário de pandemia exige, como aponta o documento, “diálogo permanente entre gestão e servidores no sentido de qualificar o atendimento na rede municipal de saúde, num momento de tamanha gravidade, preservando vidas tanto da população quanto dos trabalhadores em saúde”.

 

A reunião solicitada junto à SMS também visa a verificar se está sendo cumprido o afastamento de servidores que compõem os grupos de risco e se a SMS está instrumentalizando adequadamente os servidores para enfrentar a doença.

 

“O Simpa não quer confronto, mas sim o diálogo para que possamos enfrentar juntos essa pandemia. O que não pode acontecer é a gestão deixar o servidor abandonado num momento tão difícil. Temos reclamações dos locais visitados de que há sim falta de EPIs, imprescindíveis para não colocar em risco nem a população, nem os servidores”, explicou o diretor geral do Simpa, João Ezequiel, que esteve nas visitas.

 

Leia também:

Simpa protocola ação para suspender serviços não essenciais e proteger trabalhadores da saúde

Nota do Simpa: servidores da saúde são a base da luta contra o coronavírus

Mais notícias

AGENDA

set
30
qua
11:00 Ato Unificado em Defesa da Vida,... @HPS - Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre
Ato Unificado em Defesa da Vida,... @HPS - Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre
set 30@11:00
Ato Unificado em Defesa da Vida, da Educação e da Segurança @ HPS - Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre | Rio Grande do Sul | Brasil
Não podemos deixar que Bolsonaro acabe com os serviços públicos prestados à população. Novamente, o presidente atua para prejudicar quem mais precisa, para atacar os servidores e para entregar os serviços à iniciativa privada. Sem[...]
17:00 ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA @ON-LINE PELA PLATAFORMA ZOOM
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA @ON-LINE PELA PLATAFORMA ZOOM
set 30@17:00
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA @ ON-LINE PELA PLATAFORMA ZOOM
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA CATEGORIA MUNICIPÁRIA 30/9 – 17H – ON-LINE PELA PLATAFORMA ZOOM PAUTA: Educação em Estado de Greve, possibilidade de deflagração do movimento paredista e demais formas de mobilização.    Atente-se às instruções: Para quem[...]

SIMPA TV

AÇÕES JURÍDICAS

ASSISTÊNCIA JURÍDICA

COMBATE AO ASSÉDIO