Em nota, Frente dos Servidores Públicos defende a democracia, a punição de golpistas e a retomada do desenvolvimento social e econômico do Brasil

WhatsApp Image 2023-01-13 at 16.45.55

A Frente dos Servidores Públicos em Defesa da Democracia e dos Serviços Públicos (FSP/RS), articulação e movimento que reúne sindicatos e associações das esferas do serviço público federal, estadual e municipal no Rio Grande do Sul, publicou nota, nesta sexta-feira (13/1), defendendo a democracia, o voto popular e o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Luís Fernando de Fraga Silva, diretor do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (SIMPA), participou da reunião da Frente dos Servidores Públicos. O documento, que é assinado por 31 entidades e foi deliberado em encontro realizado na quinta-feira (12/1), na sede do Sindicaixa, na Rua da República, em Porto Alegre, também repudia os ataques golpistas e fascistas da extrema direita. A nota aponta para a implementação de medidas que atendam às medidas da classe trabalhadora, principalmente da população mais pobre e excluída.

O documento ressalta a importância da retomada do desenvolvimento e da reconstrução econômica e social do Brasil, exigindo medidas que recuperem o papel do Estado na promoção de políticas públicas. Além da qualificação dos serviços públicos, a nota indica “o necessário o arquivamento da PEC 32, a revogação da Emenda Constitucional 95, a regulamentação da Convenção 151 da OIT que estipula o direito à negociação coletiva, à revogação das reformas da Previdência  e Trabalhista  e o fim das privatizações do patrimônio público e a recuperação  do poder de compra dos salários do setor público e privado.”

Preocupada com as situações trágicas que flagelam milhões de famílias brasileiras, a Frente entende que a solução da crise nacional impõe medidas políticas, programáticas e governamentais, direcionadas à recuperação dos índices de emprego, de trabalho formal, salário e renda, além de combate à inflação e à fome. Por fim, o documento da FSP aponta como caminhos para enfrentar a crise, a valorização do serviço e dos servidores públicos e a manutenção e fortalecimento do estado, em suas facetas democrática, de inclusão e bem-estar e para o desenvolvimento.

Abaixo, confira íntegra da nota da Frente dos Servidores Públicos:

Versão Final

 

Mais notícias