Conselho do Previmpa rejeita nomeação política para o órgão

Nesta terça-feira, 12/03, o colegiado Conselho de Administração do Previmpa rejeitou, por ampla maioria, uma indicação política feita pelo diretor do departamento de Previdência. A nomeação de um apadrinhado político era destinada à ocupação do cargo em comissão do secretário executivo do Conselho de Administração. Para tanto, um servidor de carreira foi exonerado, sem que houvesse nenhuma justificativa técnica para isso.

 

Um ofício foi emitido ao o diretor-geral, Renan Aguiar, comunicando a decisão e solicitando providências no sentido de “afastar da execução das atividades da secretaria do CAD qualquer servidor de cargo exclusivamente comissionado, assim como a imediata designação de servidor de carreira para o desempenho de tais atividades”.

 

Conforme a Lei Orgânica do Município, os Conselhos Municipais têm por finalidade, dentre outras, “propor e fiscalizar matérias referentes a setores da Administração, bem como sobre elas deliberar”. Os conselhos são compostos, paritariamente, por representantes do poder público e dos servidores municipais, indicados pelo governo e eleitos pelos servidores, respectivamente, sendo o Conselho de Administração o órgão superior de deliberação colegiada. A eleição dos membros dos Conselhos para o biênio 2018/2020, realizada em dezembro de 2017, totalizou 10.333 votos.

 

Com informações da Astec

Mais notícias

Conferência defende luta popular pela democracia, pela saúde e pelo SUS

  Com o tema “Democracia e Saúde”, foi…

Confira os horários de atendimentos do plantão jurídico

                   

Marchezan utiliza medida de Bolsonaro para continuar ataques ao Simpa

Com o objetivo de aniquilar financeiramente os sindicatos combativos e…