Simpa denuncia na Câmara novos ataques do governo

Foto: Mariana Pires

Na tarde de ontem (4/1), a direção do Simpa protocolou na Câmara de Vereadores de Porto Alegre um ofício informando ao Presidente do Parlamento Municipal, Valter Nagelstein (PMDB), e à Presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Serviços Públicos, Fernanda Melchionna (Psol), sobre os novos ataques aos servidores públicos no pós-greve.

O ofício apontou, entre outras questões, as ações discriminatórias praticadas pela gestão Marchezan, onde servidores tiveram suprimidos seus regimes de trabalho e funções gratificadas sem motivo aparente e prejudicando o andamento do serviço público.

Também informou que o governo, de forma unilateral, atrasou o pagamento do vale-alimentação, horas extras e férias. Assim como descontou os vales de quem aderiu à greve.

 

NÃO ÀS RETALIAÇÕES!

A Câmara de Vereadores acompanhou todo o processo de greve dos municipários, tendo mediado em muitos momentos o debate com o governo. Por isso, está sendo chamada pela categoria a impedir os excessos e retaliações aos grevistas.

A retomada da greve nos dias 20 e 21 de dezembro foi fundamental para barrar a votação do PL 11, ainda no ano passado, pois o projeto destrói a carreira dos servidores e servidoras. Atualmente, a categoria está em estado de greve, mobilizada e alerta para fazer valer seus direitos junto ao Executivo e ao Legislativo municipal.

 

Mais notícias